Áreas da geologia - Sobre Geologia

21/01/2016

Áreas da geologia

    O geólogo pode trabalhar em escritórios ou laboratórios - realizando pesquisas, mas normalmente sua atividade alterna em períodos no campo com períodos no escritório, o que permite uma saudável mudança de rotina. O trabalho de campo é cansativo, mas propicia um contato íntimo e agradável com a natureza.



Pintura de Carl Spitzweg, "O Geólogo" trabalhando.
Por Carl Spitzweg - The Yorck Project: 10.000 Meisterwerke der Malerei. 
DVD-ROM, 2002. ISBN 3936122202. Distributed by DIRECTMEDIA Publishing GmbH., Domínio público, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=159101

Áreas da geologia


  • Mapeamento geológico: nele, o geólogo percorre a área a ser mapeada, geralmente de carro, mas também a pé (quando há locais de difícil acesso, quando a área a ser mapeada é pequena ou quando o trabalho é de muito detalhe). À media que percorre essa área, o geólogo vai descrevendo as rochas, coletando amostras e fazendo suas anotações na caderneta de campo. Com esses dados, o geólogo elabora o mapa geológico, onde estão representados os diferentes tipos de rochas e as relações entre elas. De posse de um mapa geológico, é possível definir as áreas mais favoráveis para fazer pesquisa mineral, ou seja, para procurar um bem mineral em particular.
  • Hidrogeologia: onde é feita a pesquisa para encontrar água subterrânea. Como as águas superficiais estão cada vez mais poluídas e, em certas regiões muito escassas, é importante abrir poços tubulares para aproveitar a água subterrânea.
  • Mineração: aqui, o trabalho do geólogo é de suma importância, pois, embora o minério já tenha sido ali descoberto, é preciso definir bem seu volume e sua distribuição. Essa pesquisa de detalhe é portanto, importante para orientar a extração.
  • Geotecnia: é um amplo campo de trabalho, pois inclui a construção de estradas, túneis, viadutos, barragens, edifícios etc. Então é importante seu trabalho junto com o engenheiro civil, porque o geólogo que dirá se aquele lugar é ou não apropriado para edificação.
  • Sensoriamento remoto: o geólogo utiliza recursos como fotografias aéreas, imagens de satélite e de radar para mapeamento geológico de rochas, solos, vegetação, de áreas cultivadas etc.
  • Geoquímica: o geólogo executa a coleta de amostras de solo, rocha, água e sedimentos de corrente. De posse dessas amostras, ele os manda para o laboratório a fim de determinar a quantidade do elemento químico que está procurando ou para ver quais elementos químicos são abundantes. Com isso, obtém-se dados que permitem dizer, com maior ou menor certeza, se há na área estudada um depósito mineral ou se existe contaminação.
  • Geologia médica: um novo campo da geologia, que investiga a ação de elementos químicos cuja presença ou falta em um determinado ambiente provoca danos à saúde humana.
  • Geologia marinha: também é uma área relativamente nova, esse ramo estuda as variações do nível do mar, o relevo do assoalho oceânico, as mudanças nos oceanos ao longo do tempo.
  • Geofísica: juntamente com os profissionais da área da física, os geólogos medem propriedades como magnetismo, densidade, propriedades elétricas ou radioatividade das rochas para detectar presença de minérios. A geofísica pode resolver problemas para encontrar o petróleo, gás, metais e água.
  • Sondagem: é um método de pesquisa que exige conhecimento bem especializado. Compreende na perfuração de poços com profundidade de até 1.000 m ou bem mais para coleta de amostras do subsolo ou para a produção de água, petróleo ou gás.
  • Geologia ambiental: responsável pela coleta e análise de dados geológicos visando evitar ou solucionar problemas oriundos da intervenção humana no ambiente natural. Trabalhando com técnicos de outras profissões, pode-se atuar na prevenção de enchentes, escorregamentos de terra e erosão etc.
  • Paleontologia: trata da vida, estudando os fósseis animais e vegetais. Eles são importantes indicadores das condições de vida existentes no passado geológico, preservados por meios naturais na crosta terrestre.
  • Geoprocessamento: inclui o trabalho com dados estatísticos como o tratamento de imagens de satélites, principalmente para a criação de mapas.
  • Mineralogia: consiste no estudos dos minerais e suas aplicações.

Anatomia de um geólogo. Figura 2
Fonte: https://hidrosuprimentos.files.wordpress.com/2014/02/anatomia-geologo.jpg.

Fonte: 

  • http://www.cprm.gov.br/publique/Redes-Institucionais/Rede-de-Bibliotecas---Rede-Ametista/Canal-Escola/O-Geologo-e-a-Geologia-1116.html. Acessado em 30/11/2016.
  • http://guiadoestudante.abril.com.br/profissoes/geologia/. Acessado em 30/11/2016.
  • https://pt.wikipedia.org/wiki/Geologia. Acessado em 30/11/2016.
  • DANA, James. HURLBUT, Cornelius. Manual de Mineralogia 1ª Ed. 1969.
  • KLEIN, Cornelis. DUTROW, Barbara. Manual de Ciência dos Minerais 23ª Ed. 2012.

Nenhum comentário:

Por favor, duvidas, sugestões e comentários construtivos serão sempre bem vindos :)